Como se preparar para um parto normal ou natural?

O trabalho de parto infelizmente se tornou algo fora do controle de uma mulher. Ainda hoje, a maioria das grávidas permanecem passivas nos preparos para seu parto e costumam deixar tudo para o momento do nascimento. A questão é que, caso seja seu desejo, um parto normal ou natural exigirá um certo preparo. Pequenas atitudes durante a gestação poderão minimizar a dor e até mesmo o tempo nas fases do trabalho de parto. Então bora saber como se preparar para um parto normal ou natural? 🙂

Primeiramente, é importante dizer que existem diferenças entre o parto normal e o natural. Eu me aprofundei mais sobre o assunto no post Tipos de parto (Veja aqui), mas basicamente funciona assim. No parto normal, a parturiente é vista como uma paciente . Portanto, ela receberá intervenções padrões para este tipo de parto (ocitocina sintética, acesso venoso, dentre outros). Já no parto natural ou normal humanizado, a parturiente é vista como capaz de dar a luz com seus esforços e o uso de intervenções acorre somente em caso de real necessidade.

♥ Dicas de como se preparar para um parto normal ou natural:

⇒ Alimentação saudável:

Eu não estou falando especificamente em dieta durante a gravidez. Mas a verdade é que, quando grávida, ficamos tão ansiosas que costumamos enfiar o pé na jaca. Você deve ser forte e manter uma alimentação saudável. Visite um nutricionista. Manter uma má alimentação poderá trazer malefícios não só a mãe, gerando hipertensão e diabetes (por exemplo),  mas também pode afetar a saúde do pequeno em formação. Uma alimentação saudável reduz a possibilidade de gravidez de alto risco, de parto prematuro ou doenças gestacionais que impedem um parto por vias naturais.

⇒ Exercite-se:

Entenda que gravidez não é doença. Você está esperando um serzinho lindo e se movimentar fará bem para você e seu bebê. Embora algumas gestações exijam repouso absoluto, na maioria dos casos manter seu corpo em movimento melhorá seu condicionamento para a hora do parto, ajudará no encaixe do bebê e diminuirá o risco de diabetes gestacional e eclâmpsia. Fale com seu médico sobre o assunto e veja qual tipo de atividade ele te indica. As atividades mais comuns durante a gestação inclui Hidroginástica, Pilates e caminhadas.

⇒ Fisioterapia obstétrica:

Antigamente, era comum que obstetras só encaminhassem mulheres no pós-parto à profissionais desta área por  problemas como incontinência urinária, dificuldade em segurar o xixi, dentre outras queixas. Mas você concorda comigo que é melhor prevenir do que remediar? Pois é, os benefícios de um acompanhamento fisioterapêutico na área do assoalho pélvico durante a gestação, não só reduzirão estes sintomas, como te ajudarão a ter um parto mais consciente e menos sofrido.

A fisioterapia obstétrica te dará conscientização da sua musculatura do assoalho pélvico. Este é o períneo, uma musculatura geralmente adormecida na maioria das mulheres. Trabalhar essa área durante a gestação te trará benefícios como: alongamento da musculatura ajudando na dilatação, fortalecimento da área evitando dilaceração durante o expulsivo e ativação do controle muscular, tornando a mulher mais ativa e consciente durante o parto.

E não são somente benefícios ligados à essa musculatura. Numa sessão de fisio obstétrica, você poderá fazer treinamento para o período expulsivo. Treino de respiração e concentração da força na região muscular do assoalho facilitando na fase expulsiva do parto. Eu fiz este tipo de acompanhamento na minha gravidez e, pra mim, fez tooooda diferença. O apoio das doulas juntamente à tudo que trabalhei nas sessões, me fizeram muito mais consciente do meu corpo durante o parto.

⇒ Faça um plano de parto:

Sim, existe um plano de parto que provavelmente será solicitado pelo seu obstetra. Este plano é muito importante para que seu obstetra saiba como proceder dentro de suas preferências. Mas quando digo, neste post, faça um plano de parto estou literalmente indo mais além. Crie todas as possibilidades que possam acontecer. Estude como funciona um parto normal ou natural, quais são os sintomas esperados, o passo a passo de um parto. Se possível assista partos normais ou naturais no Youtube. Nossa! Eu devo ter assistido todos que estavam disponíveis na época kkkk Relatos também são bem legais. Leia sobre eles e se quiser saber do meu: Clique aqui. Se prepare e crie um plano para todas as possibilidades. Quanto mais informada e ciente de tudo que pode acontecer, mais segura você estará para o seu momento.

Veja bem, eu não estou falando pra você virar uma louca fissurada em problemas e desesperada como se tudo fosse dar errado. rsrs Não é isso. Mas como diz o velho ditado: Em guerra avisada, não morre ninguém. rsrsrs Estou falando em conhecimento e preparo para saber o que vai acontecer com seu corpo no seu parto. É uma ótima forma de não entrar em pânico ou se desesperar com o “desconhecido”. Saber que tudo o que está sentindo é natural e esperado, te fará mais forte para enfrentar tudo.

E aqui vai a dica mais importante:

⇒ CURTA SEU MOMENTO:

Estar grávida é gostoso demais. Faça deste momento o mais prazeroso possível. Faça coisas que você goste, converse muito com seu bebê. Crie uma conexão linda entre você, seu pequeno e a pessoa que for te acompanhar no parto. O trabalho de parto é como um trabalho em equipe literalmente. Quanto mais positiva, preparada e esforçada for a equipe, mais chances você terá de ter uma parto calmo, seguro e prazeroso. Vai dar certo, gata! E quando o bebê estiver no seu colo, pode ter certeza que qualquer dor ou dúvida some na hora. É mágico! 🙂

 

Bruna Souza

Mãe de primeira viagem que descobre o universo materno a cada dia que passa.

Website: https://cheirodebebe.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *