Itens indispensáveis para o enxoval de bebê

Engravidar é um turbilhão de emoções acoplado a uma lista enorme de “agora eu preciso disto”. Uma das coisas mais legais na minha gestação foi montar o enxoval para minha bebê. Foi gostoso demais escolher as roupinhas de Aurora. Imaginar ela vestindo e usando cada um dos itens que escolhemos. Mas quando se é marinheiro de primeira viagem, a dúvida do que realmente é necessário aumenta a cada loja que você entra. Por isso, eu vou te contar o que, pra mim, foram os 10 itens indispensáveis para o enxoval de um bebê.

♥ Macacão com zíper:

Macacão Carters com zíper

Esses macacões salvam a vida! Eu amo os de tecido leve. Se está friozinho, só adiciono um body por baixo e uma manta, tá show! Se estiver mais fresquinho, ele sozinho já deixa o bebê aquecidinho. É uma peça só pra vestir e o melhor: É só encaixar os pezinhos, bracinhos e puxar o zíper. Acredite em mim, ficar abotoando um milhão de botões na madrugada e depois descobrir que abotoou um errado, é de dar vontade de chorar rsrsrs Sem falar que é menos tempo mexendo no bebê, enfim incomodando ele.

.

.

.

♥ Body com gola expansível:

body gola em “u”

Que o body é um item indispensável, você já deve saber. Pode comprar bastante, você vai usar muito. Mas neste item gostaria de ir mais além. Esse tipo de body com a gola diferenciada, além de fácil de encontrar, é uma mão na roda. Sabe aquele body que a gola tem uma costura em “u” nos ombros? Eles servem para que você possa tirar a roupinha por baixo, sem passar pela cabeça do bebê. Isso ajuda não só eliminando o chororô na hora de tirar a roupinha, como também na hora daquelas defecadas monstras que você não sabe o que fazer rsrsrs É só tirar o body por baixo e evitar de melecar o rostinho/cabelo do bebê.

Existem outro modelos com botões no ombro, eles servem para expandir a gola e facilitar na passagem pela cabeça do baby. São bons, mas não dá pra tirá-los por baixo. Portanto, essas opções fofinhas com gola polo ou redondinha, eu optaria em tamanhos maiores e em opções para sair, pro dia a dia não são nada práticos.

♥ Berço Moisés/berço portátil:

berço moisés

Nesse caso, coloquei as duas opções, pois dependem do espaço que você tem no seu quarto. No entanto, função dos dois seria deixar o bebê no seu quarto nos primeiros meses. Sendo a segunda opção , embora maior, ainda utilizada no futuro como “chiqueirinho “.  Se você tiver espaço para colocar o próprio berço no quarto é uma boa economia.

Berço portátil

Eu tive um bercinho Moisés, nos primeiros meses da Aurora, e sinceramente foi a melhor coisa pra mim e pra ela. Ela ficava do meu ladinho, na minha linha de visada, enquanto eu podia descansar na minha cama. Eu tinha muito receio da morte súbita e era bem menos desgastante do que levantar e ir ao quarto dela pra ver o que ela precisava. Como ela na maioria das vezes ficava no bercinho e não na minha cama, a transição pro quarto dela foi bem fácil. Eu evitei de acostumá-la a dormir segurando a minha mão ou em contato o tempo inteiro comigo, durante a noite. Não estou julgando quem o faz, eu sei bem o quanto é gostoso ficar agarradinho com o bebê, mas eu sabia que quando voltasse a trabalhar todos esses “vícios” piorariam a situação. O berço Moisés foi Mara!

♥ Poltrona de amamentação:

poltrona amamentação

Existe uma discussão enorme no universo da maternidade sobre a real necessidade da poltrona de amamentação. Muitas mães dizem que não usaram, amamentavam em qualquer lugar: no sofá, na cama, qualquer cadeira… Enfim, eu resolvi não comprar a poltrona. Resultado: Uma semana depois do nascimento da Aurora estava eu desesperada procurando opções para pronta entrega. A verdade é que na madrugada, você ter uma poltrona para apoiar sua cabeça, seus braços e ainda balançar não tem preço. Eu não conseguia arrumar posições confortáveis na cama, no sofá, principalmente porque no começo as mamadas são demoradas, e acredite, você vai cochilar. Ou seja, eu precisei muito da cadeira e quando ela chegou foi maravilhoso. (Veja Post – Poltrona de amamentação: Dicas para escolher o melhor modelo)

.

♥ Canguru:

canguru ergonômico

Esse item é simplesmente sensacional. No dia a dia, ter a opção de colocar o bebê no colo e manter os dois braços soltos é mais do que praticidade, é salvação =P Atividades como lavar louça, fazer compras, organizar a casa, até tomar café/almoçar que antes eram simples, se tornam mais complicadas com um bebê no colo. É nessa hora que o canguru salva, sem falar que ele faz com que o peso do bebê force menos a sua coluna. (Veja post : Canguru e displasia do quadril: Como escolher um Canguru seguro – a publicar )

♥ Toalha fraldada:

toalha fraldada

Esse é um daqueles itens bombril, daqueles que têm mil e uma utilidades. Você pode usá-la para cobrir o bebê, como toalha após um banho, como mini lençol para cobrir trocador/carrinho de bebê/bebê conforto. Minha bebê adora quando coloco um desses no meu ombro. Ela apoia a cabecinha, fica super confortável. Ele é super macio e é tipo uma fralda gigante. Enfim, esse é um daqueles itens que você coloca na bolsa de sair e dá pra desenrolar mil coisas com ele.

.

♥ Babá eletrônica:

E aqui vai mais um item que gera dúvidas: “Comprar ou não comprar? eis a questão”. Pois é, esse eu já comprei antes da Aurora nascer, pois eu sabia que ia precisar e usei e uso muuuuuito. E outra, eu comprei daquelas com câmera, o que me ajudou ainda mais.

No meio da noite, alguns bebês choram para voltar a dormir. E com Aurora não foi diferente. Ela as vezes choraminga, procura a chupeta pela caminha, se saculeja, chora de novo e fica nesse processo até voltar a dormir. Quando vejo que isso está acontecendo, fico somente observando pela câmera esperando que ela mesma se resolva com o sono. Li que era importante dar esse tempo para os bebês e não sair correndo para ninar no braço. É importante que eles aprendam a voltar a dormir sozinhos. Com a câmera isso ficou muito mais fácil. Eu consigo destinguir se ela está irritada, se tem algo incomodando ela. Sem falar que posso levar a tela pra qualquer lugar da casa e ficar acompanhando ela no quarto. Tô eu lá super de boa lavando a louça, acompanhando a baby num cochilo gostoso no quarto, escuto um chorinho? Não preciso ir correndo ver o que houve, vejo no visor, analiso e, se necessário, vou ajudá-la.

♥ Bebê conforto com sistema click no carrinho:

O bebê conforto tem função extremamente importante na segurança do seu bebê, mas alguns são vendidos separadamente. A dica aqui é que, se você puder, opte por um bebê conforto que desconect facilmente da base no seu carro e acople ao carrinho de passeio. A facilidade de tirar a criança do carro e colocar no carrinho ou vice-versa é ótima. Você não acorda o bebê, ele fica ali confortável. Até porque, eu nao sei o que acontece com os bebês, que é só entrarem no carro que caem no sono rsrsrs

♥ Prato/pote de alimentação com ventosas:

prato com ventosa

Sim, eu sei que a introdução alimentar é só aos 6 meses, mas acredite: tudo isso passa tão rápido que quando você menos espera seu baby já está querendo colocar a mão na comida, se aventurar nos sabores, comer com as mãozinhas. Tudo isso é muito gostoso, mas toda a festa pode acabar rápido se o bebê empurrar o pratinho e derrubar tudo no chão. A dica aqui são esses pratinhos com ventosas que colam na mesa ou no cadeirão. Eles evitam que o bebê derrube o prato ou empurre enquanto tentam comer com a colher.

.

♥ Cômoda + Trocador:

cômoda espaçosa

Eu arrisco dizer que este item é inicialmente até mais importante que o próprio guarda-roupa. Se você investir numa cômoda grande, com base larga para um bom trocador, não será necessário ter um guarda-roupa. Bebês usam poucas roupinhas e pode ter certeza que, se você foi minimamente cautelosa nas compras, as roupinhas de pelo menos 6 meses caberão sem problemas nas 3 últimas gavetas, deixando todo o resto (pomada, fralda, itens de higiene) sempre à mão na primeira gaveta. Aqui em casa, na fase inicial, eu coloquei a cômoda, o moisés e a poltrona no meu quarto e foi muito mais prático. Se seu quarto tiver espaço suficiente para isso, super indico. Leve todos os outros móveis para outro comodo e crie um mini quartinho no seu quarto. Isso vai adiantar e muito sua vida. A cômoda aqui está sendo usada até hoje. Aurora tem 1 ano e 6 meses e ainda uso, pois ninguém merece ficar se curvando pra trocar fralda na cama ou no bercinho. Outro fator importante é atentar para o espaço na parte de cima da cômoda, quanto maior, mais seguro para a fase em que seu bebê começar a se mexer. Ah! Se você for mamãe de parto cesariana, aí que te indico mesmo. Mais conforto para seu pós operatório ;D

♥ Bomba de tirar leite:

Esse item já entra na disponibilidade financeira, mas caso você tenha condições, eu indico sim investir numa bomba para ordenha e, se possível, elétrica. A bomba a ajudará a evitar o ingurgitamento (quando ocorre acúmulo de leite nas mamas) e consequentemente empedrar. Ela pode te ajudar também a preparar a mama antes das mamadas, tornando os seios mais preparados para uma boa pegada do seu bebê. Muitos bebês têm dificuldade na pega pelos seios das mães estarem cheios de leite. A bomba de leite vai ajudar a “amaciar” a mama para uma pega mais fácil.

♥ Kit higiene (garrafa térmica, molhadeira, pote para algodão)

kit higiene

Ainda existe um costume comum das mamães em usar os famosos lenços umedecidos. Eles são muito práticos, mas não são os mais indicados para o dia a dia. Os lenços umedecidos possuem conservantes (metilisotiazolinona) e esses conservantes causam assaduras, dermatites de contato, sinéquias valvuláres, enfim, uma série de problemas nas peles sensíveis dos bebês. A água corrente e sabão líquido ainda é a melhor forma de higienizá-los, mas não é nada prático dar um banho após toda troca de fralda. É aí que entra o kit higiene. Com ele a água morna (ou não, sinceramente parei de usar a água morna antes do fim do primeiro mês, mas sempre deixo a garrafa cheia com água reserva) e os algodões estão sempre a mão para troca da fralda da maneira mais segura. Você não precisa de nada muito chique, um bowl de cozinha pode virar uma ótima molhadeira, garrafa térmica tem de vários valores e qualquer potinho cabe alguns algodões.

Bem, esses foram de longe os meus itens indispensáveis, mas sei bem que tudo isso vai muito do estilo de vida dos pais e da condição monetária. E você, teve algum outro item indispensável? Conta aí nos comentários. 🙂

Bruna Souza

Mãe de primeira viagem que descobre o universo materno a cada dia que passa.

Website: https://cheirodebebe.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *